Saúde, Segurança e Meio Ambiente

Cuidar do bem-estar de seus Integrantes, das comunidades no entorno das plantas e do meio ambiente é uma responsabilidade que a Braskem renova diariamente. A partir da elaboração de processos de segurança e de projetos de sustentabilidade, bem como do reforço contínuo com treinamentos e capacitação de seus Integrantes, a Braskem faz a gestão integrada de Saúde, Segurança e Meio Ambiente (SSMA).

SEMPRE

Para alcançar e manter a excelência desejada em SSMA, a Braskem desenvolveu o SEMPRE – Sistema Integrado de Saúde, Segurança e Meio Ambiente. Por meio dele, reforçamos a nossa cultura de prevenção de riscos com base na disciplina e no respeito aos processos e procedimentos de segurança estabelecidos.

Segurança

Segurança é um valor fundamental para a Braskem e é um dos macro-objetivos de desenvolvimento sustentável mais importante para a Empresa. Envolve a segurança do trabalho e de processos, o uso seguro de seus produtos e a sua geração de resíduos.

O trabalho contínuo na área de Segurança traz excelentes resultados. Atualmente, a taxa de frequência de acidentes com e sem afastamento (considerando Integrantes e Parceiros) é de apenas 1,00 – o melhor resultado da nossa história. Já a taxa de frequência de acidentes com afastamento é de 0,14, representando uma melhora em relação a 2013.

Meio Ambiente

A Braskem busca continuamente desenvolver soluções inovadoras que permitam gerar menor impacto ambiental durante o uso dos produtos por seus Clientes. Isso visa reduzir a geração de efluentes líquidos e de resíduos, assim como o consumo de energia e de água e a emissão de gases de efeito estufa (GEE).

Conheça algumas iniciativas da Braskem

Resíduos

A Parada Programada é uma das iniciativas para minimizar e dar a correta destinação de resíduos gerados na Braskem. Na parada, os equipamentos são abertos e limpos e são realizadas atividades de construção, demolição e organização de área, entre outros.

Nesse período, as equipes trabalham para reduzir a geração de resíduos e identificar os resíduos gerados. Os reaproveitáveis e os envia para centros de compostagem, reciclagem ou reutilização, transformando alguns deles em oportunidades de negócio. Para os não-reaproveitáveis, a empresa promove a destinação correta, atendendo às legislações ambientais da localidade em que está situada.

Em média, a geração de resíduos da Braskem é 3,2 vezes menor do que a média da indústria química no Brasil de 7,3kg/t. Os dados são da Associação Brasileira da Indústria Química ( Abiquim ).

Água

Presente em processos de extrema importância para a indústria, como aquecimento e resfriamento de máquinas e caldeiras, produção de vapor e energia termoelétrica, a água é fundamental na nossa cadeia de produção. Visando fortalecer o uso sustentável desse recurso, a Braskem investe desde 2002, ano de sua criação, em diversas iniciativas para economia e reúso de água. Desde então, já foram investidos mais de R$ 250 milhões em projetos que melhoraram a eficiência hídrica da empresa e a tornaram uma das indústrias químicas que menos consome água no mundo – cerca de seis vezes menos do que a média global, de acordo com dados do International Council of Chemical Associations (ICCA).

Dentro desse universo, dois programas apoiados pela Braskem se destacam. O primeiro é o projeto Aquapolo, criado em 2010 pela Odebrecht Ambiental em parceria com a SABESP (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo). É o maior empreendimento para a produção de água de reúso industrial na América do Sul e o quinto maior do planeta. Com tecnologia de ponta aplicada ao tratamento de efluentes, a iniciativa inclui uma estação de produção de água de reúso, uma adutora e extensa rede de distribuição. Cerca de 65% da água produzida ali, ou 650 litros por segundo, segue para o Polo Petroquímico da Região do ABC Paulista. Isso equivale ao abastecimento de uma cidade de 500 mil habitantes. Em São Paulo, o índice de reúso médio das plantas do ABC, Paulínia e Cubatão é de 87% - só no ABC, esse índice de reúso chega a 97%.

O segundo destaque é o projeto Água Viva, desenvolvido em parceria entre a Braskem e a Cetrel. Em operação no Polo Industrial de Camaçari (BA), o sistema de reutilização de águas pluviais e efluentes tratados é considerado o maior da indústria da Bahia e fornece entre 500 m³ e 800 m³ de água por hora para o polo. Os investimentos vieram do Programa de Inovação da Cetrel e tiveram apoio da FINEP – Financiadora de Estudos e Projetos do Ministério da Ciência e Tecnologia. O projeto reduzirá a demanda de água da Braskem em, no mínimo, 4 bilhões de litros por ano, podendo alcançar, em anos mais chuvosos, 7 bilhões de litros. O volume poupado será equivalente ao consumo médio diário de água potável de uma cidade com até 150 mil habitantes.

Energia e mudanças climáticas

A Braskem está sempre em busca de soluções para melhorar seus processos operacionais, aumentando a eficiência e garantindo um bom uso de recursos energéticos e no uso de combustíveis fósseis. Com isso, a empresa busca otimizar o consumo de energia em suas atividades e reduzir a emissão de gases do efeito estufa (GEEs) na atmosfera.

Clique aqui e conheça o Manifesto Braskem sobre as Mudanças Climáticas.

Para saber mais sobre as ações da Braskem para redução da emissão de gases de efeito estufa, clique aqui .