Comunicados e Fatos Relevantes

Esclarecimentos sobre questionamentos CVM - Jornal O Estado de São Paulo 18/04/2021

São Paulo, 20 de abril de 2021.

CVM - Comissão de Valores Mobiliários

Ref.: Ofício nº 82/2021/CVM/SEP/GEA-1 - Solicitação de esclarecimentos sobre notícia

Prezados Senhores,

Fazemos referência ao Ofício nº 82/2021/CVM/SEP/GEA-1 ("Ofício"), datado de 19.04.2021, transcrito abaixo, por meio do qual V.Sas. solicitam esclarecimentos à Braskem S.A. ("Braskem" ou "Companhia") a respeito da seguinte notícia veiculada na coluna do broadcast do jornal O Estado de São Paulo em 18.04.2021, sob o título: "Fundo soberano Mubadala quer controle da Braskem", em que constam as seguintes afirmações:

O fundo soberano dos Emirados Árabes Unidos, Mubadala, já negocia com a Odebrecht, rebatizada Novonor, a compra de sua fatia de 50,1% na Braskem. A venda da participação,

dada como garantia a empréstimos tomados pelo grupo, está prevista no plano de recuperação judicial da Odebrecht.

A respeito, solicitamos manifestação da companhia com relação à veracidade da notícia, e, caso afirmativo, explique os motivos pelos quais entendeu não se tratar de fato relevante, bem como comente outras informações consideradas importantes sobre o tema.

 

A esse respeito, a Braskem esclarece ao mercado que:

(a) no dia 07 de agosto de 2020, a Companhia foi informada pela Novonor S.A. - Em Recuperação Judicial ("Novonor"), anteriormente denominada Odebrecht S.A., que esta estava dando início aos atos preparatórios para estruturar um processo de alienação privada de até a totalidade da participação de sua participação acionária detida na Companhia (M&A), em cumprimento a compromissos assumidos com seus credores concursais e extraconcursais. Tal informação foi objeto de Fato Relevante divulgado pela Braskem na mesma data.

(b) inquirida pela Companhia, a Novonor esclareceu o seguinte: "Em 07 de agosto de 2020, a Novonor informou à Braskem S.A. ("Braskem") que estava dando início a atos preparatórios para estruturar um processo de alienação privada de até a totalidade da participação acionária detida pelo Grupo Novonor na Braskem ("M&A"), em cumprimento a compromissos assumidos com seus credores concursais e extraconcursais, o que foi objeto de Fato Relevante pela Braskem, na mesma data. Desde então, a Novonor vem tomando medidas para preparar e iniciar o processo de M&A, dentre as quais a contratação de assessores legais e financeiros, a organização de um data-room e a preparação de materiais. O processo de M&A encontra-se em estágio preliminar, tendo a Novonor, por meio dos seus assessores, iniciado contatos com investidores que possam ter interesse na transação, não havendo ainda discussões específicas ou avançadas com qualquer investidor em particular".

 

Atenciosamente,

Pedro van Langendonck Teixeira de Freitas

Diretor Financeiro e de Relações com Investidores

Braskem S.A.