Comunicados e Fatos Relevantes

Esclarecimentos sobre questionamentos CVM - O Estado de São Paulo 27/08/2021

São Paulo, 27 de agosto de 2021.

CVM - Comissão de Valores Mobiliários

Ref.:   Ofício nº 202/2021/CVM/SEP/GEA-1 - Solicitação de esclarecimentos

Prezados Senhores,

Fazemos referência ao Ofício nº 202/2021/CVM/SEP/GEA-1 ("Ofício"), datado de 26.08.2021, transcrito abaixo, por meio do qual V.Sas. solicitam esclarecimentos à Braskem S.A. ("Braskem" ou "Companhia") a respeito da notícia veiculada no dia 26.08.2021 no jornal O Estado de São Paulo, seção Finanças, sob o título: "Bancos credores podem assumir venda da Braskem":

"1. Reportamo-nos à notícia veiculada nesta data no jornal O Estado de São Paulo, seção Finanças, sob o título: "Bancos credores podem assumir venda da Braskem", em que constam as seguintes afirmações:

Os bancos credores da Odebrecht, agora Novonor, poderão assumir a venda da fatia de 50,1% da Braskem, caso não haja clareza de que o processo caminha para ser concretizado até o fim do ano. Isso levaria Bradesco, Itaú Unibanco, Santander, Banco do Brasil e BNDES ao balcão de vendas. Embora já existam propostas, o cronograma para o negócio pode sofrer ajustes. Um dos motivos seria a indecisão sobre a venda da Braskem fatiada, para mais de um comprador, ou inteira. A Novonor prefere a venda a um único comprador. Se o Morgan Stanley, encarregado de encontrar um comprador, apresentar aos bancos uma negociação amarrada, a Novonor receberá mais 12 meses de prazo para concluir a operação, conforme prevê a recuperação judicial feita com a Odebrecht.

2. A respeito, solicitamos manifestação da companhia com relação à veracidade da notícia, e, caso afirmativo, explique os motivos pelos quais entendeu não se tratar de fato relevante, bem como comente outras informações consideradas importantes sobre o tema."

A esse respeito, a Braskem esclarece que não é parte de eventuais discussões de seus acionistas sobre a venda da sua participação acionária e não tem conhecimento das informações constantes da notícia objeto deste Ofício, razão pela qual questionou a Novonor, tendo a mesma esclarecido o seguinte:

"Fazemos referência ao seu e-mail de 26 de agosto de 2021, por meio do qual V.Sas. nos solicitam esclarecimentos sobre a notícia veiculada no jornal O Estado de São Paulo, seção Finanças, no dia 26 de agosto de 2021, sob o título "Bancos credores podem assumir venda da Braskem".

A este respeito, temos a reiterar que o processo de venda da participação da Novonor S.A. na Braskem foi iniciado em cumprimento a compromissos assumidos com seus credores, tendo tal fato sido expressamente comunicado a V.Sas. em correspondência enviada em 07 de agosto de 2020 e divulgado ao mercado em Fato Relevante da Braskem da mesma data. O processo segue em curso, mas não temos conhecimento de que haja qualquer intenção por parte dos mesmos de assumir a condução do processo de venda, conforme ventilado na matéria acima referida, inexistindo outras atualizações relevantes sobre o tema neste momento."

  

Atenciosamente,

Pedro van Langendonck Teixeira de Freitas

Diretor Financeiro e de Relações com Investidores

Braskem S.A.