I'm Green™ Bio-based

Sou verde e produzido a partir da cana-de-açúcar, uma fonte renovável.
Eu represento um melhor aproveitamento e estou aqui para ajudar na redução das emissões de CO2

Os produtos do portfólio I'm greenTM bio-based são feitos a partir do etanol. Substituir combustíveis fósseis por uma matéria prima renovável contribui significativamente para reduzir a emissão dos gases do efeito estuda ao longo da cadeia do plástico. Nosso plástico verde substitui as versões convencionais sem a necessidade de investimentos em novos maquinários de transformação plástica.

Sou o primeiro plástico de fonte renovável produzido em escala industrial no mundo, um polietileno que tem a cana-de-açúcar como matéria-prima. Nasci em 2010, no Centro de Tecnologia e Inovação da Braskem, no Rio Grande do Sul, com um grande diferencial: sou de origem renovável, por isso meu processo produtivo captura gás carbônico. Sim, eu posso dizer que contribuo para reduzir as emissões de gases do efeito estufa!

Polietileno I'm green™ bio-based

Esta é a alternativa renovável para o polietileno, resina termoplástica amplamente utilizada em embalagens dos setores de consumo como alimentos, bebidas, produtos de higiene e limpeza, além de brinquedos, lixeiras e sacolas plásticas. Nosso portfólio conta com aproximadamente 40 grades nas famílias de PEAD, PEBD e PEBDL.

O polietileno I'm greenTM bio-based pode ser utilizado em aplicações rígidas e flexíveis já consolidadas no mercado, assim como em plástico expandido. Ao final da sua vida útil, o polietileno I'm greenTM bio-based pode ser reciclado da mesma forma que o polietileno convencional.

EVA I'm green™ bio-based

O EVA é utilizado em diversos seguimentos e temos uma alternativa de melhor impacto a partir da cana-de-açúcar. As aplicações do EVA I'm greenTM bio-based são a solução sustentável para empresas dos setores de calçados, adesivos, filme, brinquedos, fios, cabos, tatames e espumas de modo geral.

Sabia que posso comprovar meu conteúdo renovável?

Há diversos órgãos certificadores na Europa, Estados Unidos e Ásia para comprovar o conteúdo renovável de um material ou produto com base na norma ASTMD6866.

Esta análise pode ser realizada para todos os produtos bio-based.

A validação do percentual de conteúdo renovável é realizada por meio do teste de datação do isótopo de carbono C14 do produto, o mesmo utilizado para verificação de idade de fósseis em arqueologia.

O carbono em nossas resinas normalmente não tem mais de um ano, enquanto o carbono no plástico de combustível fóssil data de aproximadamente cem milhões de anos.

O apoio das equipes técnicas Braskem durante o desenvolvimento de produtos garante um menor tempo de homologação para os clientes e um alcance de alto conteúdo renovável nos produtos finais.

Saiba mais

Sou o plástico verde porque fui desenvolvido para promover o melhor aproveitamento dos recursos naturais e dos resíduos pós-consumo.

Ajudo a construir um futuro circular. E você?