Edição 1 - Dezembro

Ver mais notícias

Braskem inaugura sua primeira planta de reciclagem mecânica em parceria com a Valoren

A primeira planta de reciclagem mecânica da Braskem, um projeto realizado em parceria com a Valoren, empresa desenvolvedora de tecnologia e gestora de resíduos para transformação em produtos reciclados, foi inaugurada no início de março e está em fase de comissionamento.

Localizada na cidade de Indaiatuba, em São Paulo, a planta tem capacidade para transformar, anualmente, 250 milhões de embalagens pós-consumo em 14 mil toneladas de resina reciclada de alta qualidade.

Com a planta em operação, embalagens das mais diversas indústrias - como as utilizadas em materiais de limpeza, higiene pessoal, cosméticos e alimentos - e que antes poderiam ser descartadas de forma inadequada no meio ambiente, agora terão como destino a própria cadeia do plástico, fechando o ciclo da economia circular.

Tecnologia como aliada para alavancar a reciclagem no Brasil

A unidade de reciclagem mecânica é formada por um complexo modular, ou seja, que integra diferentes fases do processo: moagem, lavagem, extrusão e homogeneização. O arranjo da operação é inédito e o maquinário conta com tecnologia europeia de ponta, complementada por equipamentos nacionais.

"A eliminação de resíduos plásticos é um dos grandes compromissos da Braskem para a construção de um futuro mais sustentável. Ao unir conhecimento, esforços e investimentos em tecnologia e na implantação desta unidade, a Braskem e a Valoren estão trabalhando para a melhorar a qualidade das resinas recicladas pós-consumo, um dos principais desafios da economia circular do plástico", destaca Edison Terra, vice-presidente de Olefinas e Poliolefinas da Braskem na América do Sul.

Confira fotos da inauguração:

 

E não deixe de assistir ao vídeo da construção dessa planta: