Esclarecimentos sobre o Bairro do Pinheiro

 

A Braskem exerce atividades de mineração em Alagoas desde 1975, quando a empresa ainda era conhecida como Salgema.

As atividades consistem na exploração de sal que é utilizado na produção de cloro e soda. Todos os trabalhos de mineração realizados pela Braskem na região são precedidos de minuciosos exames geológicos e geomecânicos. Acompanhado por engenheiros de minas e técnicos especializados em segurança, o sistema utiliza-se da mais moderna tecnologia do setor.

Desde março de 2018, quando houve registro de abalos sísmicos em Maceió depois das fortes chuvas ocorridas na ocasião, a Braskem passou a acompanhar o agravamento das edificações no Bairro do Pinheiro, em Maceió.

A Braskem vem prestando apoio às autoridades públicas - tais como a Defesa Civil, a Agência Nacional de Mineração, o Serviço de Geológico do Brasil e o Ministério de Minas e Energia – e realizando estudos para ajudar a determinar as causas do evento.

Esses trabalhos englobam a avaliação dos poços no terreno localizado no bairro do Pinheiro, onde a Braskem não possui mais nenhuma operação em atividade desde o ano passado, além do apoio às investigações na geologia do bairro. 

É importante ressaltar que não há, até o momento, laudo conclusivo que demonstre a relação entre as atividades da Braskem e os eventos observados no bairro do Pinheiro.

A Braskem tem prestado todos os esclarecimentos aos órgãos de fiscalização e controle e tem apoiado com estudos e ações adicionais para contribuir com as investigações das causas. 

Além disso, a Braskem assinou em abril de 2019 acordo de cooperação técnica com órgãos públicos - Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE-AL), Ministério Público Federal (MPF-AL), Ministério Público do Trabalho em Alagoas (MPT-AL) e Município de Maceió –  para implementar uma série de medidas de contingências que beneficiarão o bairro do Pinheiro, antes do período chuvoso. 

A empresa tem estabelecido canais de comunicação com a comunidade, com a imprensa e com outras entidades da sociedade civil organizada.

Com a conclusão definitiva de todos os estudos e apuração final das causas, caso fique comprovado que as atividades deram causa aos problemas, a Braskem arcará com suas responsabilidade, como tem feito ao longo de mais de 40 anos de atuação em Alagoas.

A Braskem reafirma seu compromisso com a segurança, a sustentabilidade e reitera sua posição de continuar colaborando na elucidação das causas e ser parte da solução do problema.