Notícias

Braskem, Biowash e Greco e Guerreiro firmam parceria para lançamento de embalagens feitas com plástico de origem renovável e resina pós-consumo

A mistura de resinas utilizada na solução para produtos de limpeza reduz em até 168% as emissões de CO2, um dos gases causadores do efeito estufa

Empenhada em impulsionar o conceito de economia circular também no segmento de embalagens, uma das principais áreas de atuação da Braskem, a companhia anuncia mais uma parceria para alavancar o desenvolvimento de soluções sustentáveis. A partir de agora, as embalagens dos produtos de 1 e 5 litros da empresa brasileira Biowash , pioneira no desenvolvimento de produtos de limpeza naturais e 100% biodegradáveis, passam a ser produzidas a partir da mistura de plástico renovável, feito à base da cana-de-açúcar , e resina pós-consumo (PCR).

"A iniciativa reforça um movimento em prol da economia circular importante para a Braskem e que depende muito do trabalho em conjunto com nossos clientes, parceiros, e da sociedade de uma forma geral. Por isso, estamos buscando cada vez mais parcerias para o desenvolvimento de novas soluções que atendam às tendências de mercado, considerando importantes pontos, como a seleção prévia de matéria-prima, o design e o retorno do produto ao ciclo produtivo por meio da reciclagem", explica Rafaela Baldin, responsável pelo projeto com o cliente.  

Reforçando a importância do trabalho em conjunto, a parceria conta ainda com participação do transformador Greco e Guerreiro , responsável pela produção e fornecimento das novas embalagens sustentáveis a Biowash. Os frascos, encontrados nos multiusos concentrados, lava-roupas e lava-louças, passam a conter 60% de plástico de origem renovável da Braskem e 40% de resina PCR, oriunda da reciclagem de produtos plásticos.

Como mais da metade da sua composição contém plástico de origem renovável I'm greenTM bio-based, que captura gás carbônico, um dos principais causadores do efeito estufa, a solução captura 6,30 toneladas de CO2 ao ano, ou seja, uma redução de até 168% de emissões atmosféricas na comparação com as embalagens convencionais. O volume de CO2 capturado por ano pelo produto também é seis vezes maior que a quantidade de gás carbônico absorvido por mil mudas de árvores cultivadas ao longo de dez anos, segundo a Braskem. 

E por também incluir em sua composição a resina pós-consumo, a embalagem se torna ainda mais sustentável, contribuindo para que itens plásticos sejam reciclados e se tornem matéria-prima para uma nova utilização na cadeia produtiva. "O uso de 40% de PCR natural agrega maior sustentabilidade à embalagem e ao mesmo tempo traz o impacto visual, sem o uso de pigmentos, fazendo a diferença no ponto de venda. O esforço conjunto, a conscientização, a inclusão do trabalho de catadores e cooperativas e o foco em economia circular, somam todos os valores que norteiam o trabalho da Greco e Guerreiro nesta trajetória de 30 anos de mercado" ressalta Marcelo Guerreiro Mason, head de Sustentabilidade da empresa.  

Segundo a Biowash, a parceria vai muito além do seu constante compromisso com a qualidade e respeito ao meio ambiente. "Este é o primeiro passo da Biowash na entrega de embalagens sustentáveis, mas ainda contamos com o consumidor para fazer a sua parte, destinando sempre os frascos a reciclagem", ressalta Becky Weltzein, sócia-diretora da empresa. 

Além de firmar parcerias para desenvolver e aprimorar seu portfólio I'm greenTM, que conta com soluções renováveis e pós-consumo, a Braskem segue investindo em ações que reforcem o consumo consciente e a contribuição do plástico no desenvolvimento sustentável da sociedade. 

"A embalagem endereça importantes questões, como a segurança do produto final, mas também é a cara da marca e reforça a sua identidade para o mercado e para o consumidor, por isso acreditamos que as parcerias neste segmento nos ajudam a levar uma mensagem mais positiva a sociedade. Sobretudo, acreditamos que o engajamento da cadeia de valor nos ajuda a seguir com o nosso propósito, que é melhorar a vida das pessoas criando soluções sustentáveis da química e do plástico, como as novas embalagens da Biowash", finaliza Baldin. 

Sobre a Biowash
A Biowash, fundada em 1981, é pioneira na fabricação de produtos de limpeza 100% naturais. Atualmente, a empresa conta com 24 itens. Todos biodegradáveis, veganos, base vegetal e com a importante certificação IBD e o selo Empresas BT. Conta ainda com produtos destinados a pessoas alérgicas, oferecendo produtos dermatologicamente testados e hipoalergênico. Uma empresa nacional que valoriza as melhores práticas mercadológicas e o respeito ao meio ambiente.

Sobre a Greco e Guerreiro
Fundada em 1990 na cidade de Morungaba, no interior de São Paulo, hoje a Greco e Guerreiro conta com mais de 800 funcionários entre todas as suas planta fabris, transformando 60 milhões de frascos soprados por mês. Referência em uso de material reciclado pós consumo, a Greco e Guerreiro é signatária do Global Commitment, iniciativa da Fundação EllenMacArthur e ONU Meio Ambiente. Com unidades de Sopro PEAD e PET, injeção, envase de líquidos e transportadora; o grupo atua nos segmentos de Higiene e Limpeza, Alimentício, Farmacêutico, Hospitalar e Automotivo.

Para esclarecimentos adicionais à imprensa, favor contatar::
CDN Comunicação 
Fernando Rubino (55 11) 3643-2991 - fernando.rubino@cdn.com.br
Jessyca Trovão - (55 11) 3643-2769 - jessyca.trovao@cdn.com.br
Fábio Souza - (55 11) 3643-2813 - fabio.souza@cdn.com.br  

 

Braskem nas redes sociais

Facebook | Linkedin | Twitter