pixel

Noticias Braskem

Notícias

Braskem e Chemetry investem U$ 18 milhões na construção de unidade de demonstração para produção de EDC e soda cáustica em Alagoas

Fábrica deve promover ganhos com redução de energia e custos de produção de dicloro etano (EDC), uma das matérias-primas de produtos como o PVC

A Braskem e a Chemetry, empresa norte-americana de tecnologia ambiental para o setor químico, anunciam a instalação de uma unidade de demonstração para a produção de dicloro etano (EDC) e soda cáustica. O projeto está avaliado em U$ 18 milhões, investimento que será compartilhado entre as empresas, e com partida da operação demo prevista para o segundo semestre de 2022.

O EDC é um produto químico utilizado, principalmente, na produção de policloreto de vinila (PVC), uma das resinas termoplásticas mais relevantes do mercado por conta de sua vasta possibilidade de aplicações e entre as mais comuns na indústria da construção.

A nova unidade terá como base a tecnologia eShuttleT, da Chemetry, que permite a produção de EDC de alta pureza, sem a geração de cloro gasoso. Entre os principais benefícios estão a redução significativa do consumo de energia elétrica e dos custos de produção, além da possibilidade de expandir a capacidade operacional dentro da área física existente.

Ryan Gilliam, CEO da Chemetry, explica que a companhia trabalha em prol da inovação dos processos produtivos de produtos químicos. A tecnologia eShuttleT é capaz de alinhar uma abordagem segura e ambientalmente correta para a operação petroquímica, com ganhos econômicos significativos. Estamos trabalhando com a Braskem para confirmar a viabilidade comercial da tecnologia, o que reforçará nossa capacidade inovadora no atendimento ao mercado químico de EDC", diz o executivo.

A eShuttleT foi desenvolvida pela Chemetry em seus laboratórios e testada em uma unidade piloto da empresa em Moss Landing, na Califórnia (EUA). A fábrica de demonstração que será construída em parceria com a Braskem é o passo seguinte, sendo uma escala intermediária entre a piloto e a industrial, e tida como fase decisiva para a confirmação da viabilidade técnica e econômica do projeto. As equipes de tecnologia e inovação, desenvolvimento de processo e projetos da Braskem atuarão em conjunto com a Chemetry na implantação da unidade de demonstração, cuja operação industrial será de responsabilidade da petroquímica brasileira. 

"A inovação e o desenvolvimento sustentável são conceitos-chave para a Braskem, que orientam nossas iniciativas em prol de produtividade e competitividade. Temos a expectativa de que a eShuttleT desempenhe um papel relevante no setor químico e em nossa operação. Nossa participação neste projeto reforça nossa posição de vanguarda no setor químico mundial", afirma Isabel Figueiredo, vice-presidente de Vinílicos e Especialidades da Braskem.

A tecnologia utiliza, ainda, as mesmas matérias-primas e resulta nos mesmos produtos (EDC, soda-cáustica e hidrogênio) que os processos convencionais, tornando-a ideal para projetos greenfield, assim como para a modernizações de fábricas de cloreto alcalino/EDC existentes. A estrutura da unidade de demonstração será construída no Canadá, por uma empresa parceira especializada, e virá pré-montada (skid mounted) para o Brasil. A fábrica ficará instalada na unidade de cloro e soda da Braskem em Maceió (AL).

Para esclarecimentos adicionais à imprensa, favor contatar::
CDN Comunicação 

Jessyca Trovão - (55 11) 3643-2769 - jessyca.trovao@cdn.com.br

Karina Alves - (55 11) 3643-2981 - karina.alves@cdn.com.br

Fábio Souza - (55 11) 3643-2813 - fabio.souza@cdn.com.br

Débora Farias - (55 21) 3626-3715 - debora.farias@cdn.com.br

Braskem nas redes sociais

Facebook | Linkedin | Twitter