Notícias

Braskem conclui implementação de programa de Conformidade e autoridades americanas encerram monitoria externa

A decisão do DoJ e da SEC de dar por findo o processo sem necessidade de prorrogação atesta o quanto a Braskem evoluiu em seu sistema de conformidade.

  • Departamento de Justiça dos EUA e o órgão regulador do mercado de capitais americano reconhecem avanços nos processos de conformidade 
  • Decisão das autoridades americanas segue a do Ministério Público Federal do Brasil, que certificou a atuação da Braskem e deu por finda a sua monitoria
  • Presidente da Braskem fala do compromisso com Conformidade e ressalta contribuição de todos que trabalham na Companhia
A Braskem cumpriu todos os compromissos de conformidade assumidos com o Departamento de Justiça dos EUA (DoJ, na sigla em inglês) e com a SEC (Securities and Exchange Commission, o órgão regulador do mercado de capitais americano), o que resultou no fim da monitoria externa na companhia. Essa monitoria havia sido instituída em 2017, como parte dos acordos de leniência da companhia no âmbito das investigações da Lava-Jato. A decisão do DoJ e da SEC de dar por findo o processo sem necessidade de prorrogação atesta o quanto a Braskem evoluiu em seu sistema de conformidade. 
 
A monitoria externa tinha previsão de três anos e poderia ser prorrogada, mas a forma como a companhia conduziu internamente as ações de Conformidade demonstrou o compromisso dos acionistas e da empresa em implementar de forma prioritária algo tão importante. "Temos a certeza que a atuação ética, íntegra e transparente está em todas as nossas ações, sistemas e processos e que todos que aqui trabalham contribuem para a melhoria contínua das práticas de conformidade e governança", disse o presidente da Braskem, Roberto Simões. "Podemos dizer que o programa de Conformidade foi fruto de muita dedicação e profissionalismo de todas as equipes da Braskem", complementa.
 
Em março, o Ministério Público Federal também havia reconhecido as melhorias alcançadas pelo programa de conformidade da Braskem e terminado a sua monitoria externa. A decisão do MPF se baseou na certificação de monitores independentes que atestaram o cumprimento de todas as obrigações assumidas no acordo assinado entre MPF e Braskem em 2016 e a implementação de iniciativas adicionais recomendadas por esses monitores. 
 
Durante o processo de monitoria independente, a companhia estabeleceu políticas e procedimentos, treinou 100% das pessoas nos temas de conformidade, implantou controles anticorrupção, aprimorou processos e ferramentas, estabeleceu mecanismos para assegurar a adequação e a efetividade das práticas de integridade, prevenindo a ocorrência de ilícitos e privilegiando a ética e a transparência na condução de seus negócios, os quais foram pormenorizadamente avaliados e testados pelos monitores. 
 
O trabalho dos monitores incluiu avaliações detalhadas dos principais elementos de um programa eficaz de conformidade: comprometimento da alta administração, avaliação de riscos, treinamento e comunicação, medidas disciplinares, mecanismos de denúncia e investigações, gestão de terceiros, controles financeiros e relacionamento com agentes públicos entre outros. "A manutenção e o aprimoramento do sistema de conformidade da Braskem são constantes. Continuaremos evoluindo, trabalhando com determinação e sempre com foco na atuação ética, íntegra e transparente", afirma Everson Bassinello, diretor de Conformidade da Braskem.
 
 

Para esclarecimentos adicionais à imprensa, favor contatar::
CDN Comunicação 

Jessyca Trovão - (55 11) 3643-2769 - jessyca.trovao@cdn.com.br

Karina Alves - (55 11) 3643-2981 - karina.alves@cdn.com.br

Fábio Souza - (55 11) 3643-2813 - fabio.souza@cdn.com.br

Débora Farias - (55 21) 3626-3715 - debora.farias@cdn.com.br

Braskem nas redes sociais

Facebook | Linkedin | Twitter