Direitos Humanos

Nosso Compromisso

Na Braskem, entendemos que nossa atuação pode impactar positiva ou negativamente os direitos humanos. Tais impactos podem ocorrer em nossas próprias operações, nas comunidades do entorno, ao longo de nossas cadeias de valor ou mesmo na sociedade como um todo.

Estamos comprometidos com o respeito aos direitos humanos, o que significa que adotamos medidas para prevenir, mitigar e, se for o caso, reparar eventuais violações a direitos humanos com as quais a Braskem possa estar envolvida tanto por meio de nossas próprias operações quanto em decorrência dos relacionamentos de nosso negócio1.

Os direitos humanos são direitos básicos inerentes a todos os seres humanos, independentemente de gênero, raça, orientação sexual, identidade de gênero, nacionalidade, classe social, religião, características físicas ou qualquer outra condição. Incluem o direito à vida e à liberdade, à liberdade de opinião e de expressão, o direito ao trabalho e à educação, o direito ao bem-estar, entre muitos outros2. Nosso compromisso com o respeito aos direitos humanos está de acordo com os Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) e abrange todos os direitos reconhecidos internacionalmente e expressos na Carta Internacional de Direitos Humanos (que consiste na Declaração Universal de Direitos Humanos, no Pacto Internacional de Direitos Civis e Políticos e no Pacto Internacional de Direitos Econômicos, Sociais e Culturais) e na Declaração da Organização Internacional do Trabalho relativa aos princípios e direitos fundamentais no trabalho3.

Consideramos o tema de direitos humanos como base da nossa estratégia de desenvolvimento sustentável e respeitamos seus preceitos na condução de nossos negócios, incluindo operações diretas, joint ventures e cadeias de valor. A Política Global de Desenvolvimento Sustentável , aprovada pelo Conselho de Administração, reforça o nosso compromisso com o tema, estabelece as atribuições e responsabilidades de nossos integrantes e líderes, além de orientar os relacionamentos com todas as partes interessadas na Braskem, incluindo nossas cadeias de valor. O tema também está refletido e expresso no Código de Conduta Braskem e no Código de Conduta de Terceiros .

Desde 2007, a Braskem é signatária do Pacto Global da ONU, tendo assumido o compromisso com os seus 10 Princípios, relacionados a direitos humanos, direitos do trabalho, proteção ao meio ambiente e combate à corrupção em todas as suas formas. Com base nos Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos da ONU, em 2016 passamos a dedicar um olhar ainda mais atento para esse compromisso. De modo a antecipar, prevenir e mitigar eventuais impactos negativos nos direitos humanos em decorrência de nossas atividades, adotamos a prática de gestão de riscos em direitos humanos, que passa pela identificação, avaliação e priorização de riscos, e pela elaboração, implementação e monitoramento de planos de ação para mitigá-los.

Em conformidade com nosso compromisso com a transparência, nossa atuação nos temas de direitos humanos também é reportada em nossos Relatórios Anuais .

1 Nosso compromisso estende-se ainda para a contribuição em apoiar e promover os direitos humanos, por meio da ampliação dos impactos sociais, ambientais e econômicos positivos decorrentes de nossa atuação. Saiba mais sobre nossos investimentos sociais em https://www.braskem.com.br/comunidades . Sobre nosso posicionamento e ações de responsabilidade social relacionadas aos eventos ocorridos no bairro do Pinheiro, em Maceió-AL, acesse https://www.braskem.com.br/esclarecimento-alagoas .

2 https://nacoesunidas.org/direitoshumanos/

3 Incluindo as Convenções da Organização Internacional do Trabalho relevantes aos negócios da Braskem e internalizadas pelos países onde temos operações.

Nossa primeira auditoria (due diligence) em direitos humanos teve início em 2016, resultando na conclusão da primeira Matriz de Riscos de Violação aos Direitos Humanos em 2017, por meio da qual pudemos identificar todos os possíveis riscos que envolvem nossas operações e de nossa cadeia de valor. Esse processo foi conduzido com o apoio de uma consultoria especializada no tema e envolveu a análise de documentos4 e a consulta a diversos stakeholders relevantes, como líderes e especialistas de diversas áreas da Braskem, clientes, fornecedores e associações de classe. Para saber mais sobre esse processo, clique .

Benchmarking do Setor

Descrição:

Análise de como as petroquímicas estão trabalhando na área de Direitos Humanos.

Processo de consulta:
  • Empresas analisadas: 17
  • Pesquisa secundária

Avaliação de Impacto
e Due Diligence

Descrição:
  1. Identificação dos principais riscos, oportunidades e detentores de direitos humanos através das operações globais da empresa e sua cadeia de valor.
  2. Análise de como a Braskem identifica, evita, atenua e contabiliza os impactos.
Processo de consulta:
  • Pesquisa secundária
  • Entrevista com a equipe Braskem: 54 líderes e especialistas de RG, SSMA, Prospecção, Jurídico, Governança Corporativa e Compliance.
  • Entrevista com agentes externos: 14 líderes e especialistas de Clientes, Fornecedores e Associações de Classe.
  • Revisão de mais de 100 documentos fornecidos: Entre eles, a Braskem avaliou a Pesquisa de Imagem e Reputação de 2016, que consolidou 5.190 respostas online de Integrantes, Clientes, Fornecedores, Acadêmicos, ONGs, Comunidades Locais, Associações de Classe, Governo, Imprensa e o Público em Geral.

Análise de Lacunas e Recomendações

Descrição:

Uma compreensão de como as políticas e processos atuais da Braskem permitem agir de forma eficaz na proteção e promoção dos direitos humanos, bem como recomendações finais.

Processo de consulta:
  • Revisão das informações coletadas durante as outras duas fases com base nas diretrizes da UNGP.

4 Dentre eles, a Braskem avaliou a Pesquisa de Imagem e Reputação de 2016, que consolidou 5.190 respostas online de Integrantes, Clientes, Fornecedores, Acadêmicos, ONGs, Comunidades Locais, Associações de Classe, Governo, Imprensa e o Público em Geral.

Foram identificados 17 riscos de violação aos direitos humanos nas operações da Braskem, produtos ou serviços, e os principais da sua cadeia. Também foram identificados os titulares dos direitos humanos que podem ser impactados: integrantes e terceiros que trabalham nas instalações da Braskem, trabalhadores da cadeia de valor (em particular os que trabalham em pequenas empresas e em áreas rurais, caminhoneiros terceirizados ou quarteirizados e catadores), consumidores e comunidades locais (inclusive povos tradicionais como comunidades indígenas, quilombolas e de pescadores) e a sociedade como um todo.

Para garantir uma gestão de riscos integrada, a Braskem incluiu os riscos de violação aos direitos humanos na Matriz de Riscos Corporativos, acompanhada pelo Conselho de Administração e pela Alta Administração e reavaliada bianualmente, garantindo assim uma revisão periódica e sistemática dos riscos e oportunidades em direitos humanos. Além disso, a reavaliação dos riscos em direitos humanos será reforçada no processo de revisão da Matriz de Materialidade da Braskem, que avalia a relevância dos temas de sustentabilidade a partir de uma consulta a partes interessadas, para embasar a estratégia de contribuição da empresa ao desenvolvimento sustentável.

Abaixo, a Matriz de Riscos de Violação aos Direitos Humanos apresenta os 17 riscos identificados e classificados de acordo com critérios como severidade e extensão do risco, probabilidade de ocorrência dos impactos e capacidade de controle e influência da empresa para modificar esses impactos. As metas dos macro-objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Braskem contribuem com os Direitos Humanos e, por isso, foram correlacionadas aos riscos. Conheça aqui os macro-objetivos da Braskem . A ilustração seguinte, por sua vez, indica os elos da cadeia de valor onde cada um dos riscos pode ocorrer, sendo que os riscos relacionados à segurança, saúde e meio ambiente (incluindo pós-consumo) são comuns a qualquer indústria.

Saliência (Severidade, Extensão, Remediabilidade, Probabilidade)

Emponderamento (Atribuição, Poder de Mudança, Histórico de Ocorrência, Gerenciamento do Risco)
X

1º Foco (Risco Potenciais com necessidade de melhoria na gestão)

1. Dignidade e Diversidade (Fortalecimento das Práticas)

2. Ética e Transparência na Braskem (Fortalecimento das Práticas)

3. Povos Tradicionais (Desenvolvimento Local)

4. Trabalho Decente na Cadeia de Valor (Fortalecimento das Práticas)

5. Pós-Consumo (Pós-Consumo)

X

2º Foco (Riscos Controlados com melhoria continua em andamento)

6. Saúde e Segurança do Consumidor – Resinas (Segurança e Desenvolvimento de Soluções)

7. Saúde e Segurança do Consumidor – Petroquímicos (Segurança e Desenvolvimento de Soluções)

8. Segurança no Entorno (Fortalecimento das Práticas)

9. Trabalho Seguro na Cadeia de Valor (Segurança)

10. Condições de Trabalho e Carreira na Cadeia de Valor (Fortalecimento das Práticas)

11. Ética e Transparência na Cadeia de Valor (Fortalecimento das Práticas)

X

3º Foco (Riscos Residuais com gestão consolidada)

12. Condições de Trabalho e Carreira na Braskem (Fortalecimento das Práticas)

13. Segurança do Processo (Segurança)

14. Meio Ambiente Saudável (Recursos Renováveis, Eficiência Hídrica, Mudanças Climáticas, Eficiência Energética e Desenvolvimento de Soluções)

15. Saúde e Segurança do Trabalho (Segurança)

16. Segurança Patrimonial (Fortalecimento das Práticas)

17. Propriedade Privada (Desenvolvimento Local)

1. Dignidade e Diversidade (Fortalecimento das Práticas)

2. Ética e Transparência na Braskem (Fortalecimento das Práticas)

3. Povos Tradicionais (Desenvolvimento Local)

4. Trabalho Decente na Cadeia de Valor (Fortalecimento das Práticas)

5. Pós-Consumo (Pós-Consumo)

6. Saúde e Segurança do Consumidor – Resinas (Segurança e Desenvolvimento de Soluções)

7. Saúde e Segurança do Consumidor – Petroquímicos (Segurança e Desenvolvimento de Soluções)

8. Segurança no Entorno (Fortalecimento das Práticas)

9. Trabalho Seguro na Cadeia de Valor (Segurança)

10. Condições de Trabalho e Carreira na Cadeia de Valor (Fortalecimento das Práticas)

11. Ética e Transparência na Cadeia de Valor (Fortalecimento das Práticas)

12. Condições de Trabalho e Carreira na Braskem (Fortalecimento das Práticas)

13. Segurança do Processo (Segurança)

14. Meio Ambiente Saudável (Recursos Renováveis, Eficiência Hídrica, Mudanças Climáticas, Eficiência Energética e Desenvolvimento de Soluções)

15. Saúde e Segurança do Trabalho (Segurança)

16. Segurança Patrimonial (Fortalecimento das Práticas)

17. Propriedade Privada (Desenvolvimento Local)

fluxograma

A Matriz de Riscos de Violação aos Direitos Humanos definiu a priorização da atuação da Braskem a partir da identificação de 5 riscos potenciais com necessidade de melhoria na gestão (denominados como riscos foco 1):

  1. Dignidade e Diversidade
  2. Ética e Transparência
  3. Povos Tradicionais
  4. Trabalho Decente na Cadeia de Valor
  5. Pós-Consumo

Os demais riscos identificados foram classificados como riscos controlados com melhoria contínua em andamento (riscos foco 2) ou riscos residuais com gestão consolidada (riscos foco 3). Alguns dos riscos avaliados como altos têm uma excelente gestão consolidada e, por isso, foram classificados como foco 3.

Elaboramos planos de ação para reduzir a probabilidade ou impacto associado a esses 5 riscos prioritários (foco 1). A seguir, detalhamos cada um deles e as ações implementadas para sua mitigação nos últimos anos.

Descrição do risco

  • Risco de discriminação em razão de gênero, raça e etnia, orientação sexual, identidade de gênero, deficiência, condição socioeconômica e outros critérios nas operações da Braskem;
  • Risco de discriminação contra terceiros nas condições de trabalho;
  • Risco de ocorrência de casos de assédio moral e sexual.

Públicos potencialmente impactados

  • Integrantes;
  • Terceiros.

Local do risco

  • Operações da Braskem.

Ações e Destaques 2018

  • Mais de 500 líderes capacitados em Diversidade;
  • Aumento de 2% de mulheres na liderança (27%) e aumento de 1% na totalidade de mulheres (23%);
  • Aumento de 1% de pessoas negras na liderança (10%);
  • Criada rede de afinidade para Integrantes LGBTQIA+;
  • Conquista do Prêmio de Excelência Out and Equal pelas ações de inclusão de pessoas LGBTQIA+;
  • Realizados o Fórum Braskem de Diversidade e Inclusão e a 2ª Semana da Diversidade e Inclusão, com o tema “Empatia”;
  • Lançamento de um guia para Integrantes com orientações sobre como se comunicar respeitando gênero, orientação sexual, raça, etnia, origem, condição física ou mental, religião, educação e outras características que enriquecem a Diversidade na Braskem e na sociedade;
  • BeUx: nova Proposta de Valor para a gestão de pessoas, consolidada em 2018, que inclui a flexibilização do local de trabalho, a integração e compartilhamento de espaços e a promoção e valorização da diversidade;
  • Primeiro ano de desdobramento da estratégia de diversidade nas operações dos Estados Unidos, com a formação de um comitê dedicado ao tema e também a realização de treinamentos em todas as localidades;
  • Diagnóstico realizado sobre as condições de trabalho e igualdade de tratamento de terceiros;
  • Benchmarking realizado sobre práticas corporativas para enfrentamento do assédio e discriminação no ambiente de trabalho.

Ações e Destaques 2017

  • Aumento de 2% de mulheres na liderança (25%), inclusão de 1 conselheira titular no Conselho de Administração, contratação de pessoas com deficiência aprovada para os escritórios administrativos;
  • 99% dos colaboradores capacitados no Código de Conduta revisado e Diretriz de Medidas Disciplinares criada;
  • 600 colaboradores capacitados em vieses inconscientes/empatia e 90 engajados como voluntários;
  • 100% dos times de Pessoas & Organização capacitados e 6.500 colaboradores sensibilizados sobre Diversidade;
  • 6 ambientes reformados para garantir melhores condições de trabalho para 14 terceiros fixos e cerca de 50 terceiros volantes (Logística Químicos).

Descrição do risco

  • Risco de fraude ou corrupção;
  • Risco de condutas antiéticas relacionadas à oferta e aceite de presentes, uso do cartão de crédito, reembolso de despesas e privacidade de dados.

Públicos potencialmente impactados

  • Integrantes;
  • Terceiros.

Local do risco

  • Operações da Braskem;
  • Cadeias de valor.

Ações e Destaques 2018

  • Fortalecimento da equipe: 37 Integrantes de 5 nacionalidades diferentes, 10 a mais do que em 2017;
  • 8.275 Integrantes treinados no tema Conformidade;
  • 98% dos Integrantes realizaram o treinamento do Código de Conduta e deram aceite no documento;
  • Conhecimento global sobre a Política de Conformidade aumentou de 49% para 82%;
  • Início do programa de treinamento para capacitar os Terceiros no Código de Conduta de Terceiros da Companhia;
  • 95% de implementação das 161 ações do Programa de Conformidade;
  • Adesão ao Compromisso do Movimento Empresarial pela Integridade e Transparência;
  • Criação de 13 novos Documentos Normativos previstos no Programa de Conformidade;
  • 120 Documentos Normativos revisados pela área de Controles Internos;
  • Treinamento de Investigação para os membros do Comitê de Conformidade e Comitê de Ética;
  • Treinamento sobre Anticorrupção para os membros do Conselho de Administração e Fiscal;
  • Conclusão de 12 projetos de Auditoria Interna;
  • Aumenta da nota (8,7) no conjunto de indicadores do Instituto Ethos sobre Integridade, Prevenção e Combate à Corrupção, acima da média das nota das empresas (6,7).

Ações e Destaques 2017

  • Meta inserida no Programa de Ação de todos os Líderes Profissionais contratados no México, Estados Unidos e Europa; criação da área de auditoria interna;
  • 2 Políticas, 13 Diretrizes, 20 Procedimentos e 3 ferramentas de controle criadas;
  • Sessões de Treinamentos realizadas (e.g. 99% dos colaboradores treinados no Código de Conduta revisado, e 91% dos lotados no Brasil no treinamento anticorrupção);
  • Due Diligence de colaboradores implementado no Brasil e de fornecedores implementado no México também;
  • Canal de Linha de Ética terceirizado.

Descrição do risco

  • Risco de impacto na preservação de territórios, estilo de vida, modos de subsistência, patrimônio e cultura de comunidades e povos tradicionais, como povos indígenas, comunidades remanescentes de quilombos e comunidades pesqueiras.

Públicos potencialmente impactados

  • Comunidades.

Local do risco

  • Entornos das operações da Braskem;
  • Cadeias de valor.

Ações e Destaques 2018

Desde 2015, apoiamos o projeto Rede de Maré, realizado junto a comunidades tradicionais de pescadores e marisqueiras na Ilha da Maré, localizada nos entornos de nossas operações em Salvador-BA. O objetivo do projeto é promover a gestão sustentável da pesca artesanal na região, a manutenção das culturais locais tradicionais e de seus meios de subsistência, e a educação ambiental da comunidade com foco no ecossistema marinho:

  • Monitoramento da qualidade da água e do ar pela Cetrel;
  • Monitoramento colaborativo diário da pesca artesanal: 100 pescadores e marisqueiras participantes anualmente;
  • Inauguração da sede do Instituto de Pesca Artesanal e efetivação de seu cadastro junto ao INSS para que possa prestar serviços como emissão de registro geral de pesca (RGP), que garante os direitos dos pescadores quanto ao seguro defesa, aposentadoria, auxílio maternidade, etc;
  • 269 crianças conscientizadas sobre o valor dos saberes locais e da preservação e conservação ambiental nas escolas da região.

Ações e Destaques 2017

  • Monitoramento da qualidade da água e do ar pela Cetrel;
  • Monitoramento colaborativo diário da pesca artesanal: 100 pescadores participantes anualmente;
  • 72 pescadores capacitados na gestão do 3º setor, empreendedorismo social, legislação da pesca artesanal e questões socioambientais;
  • Instituto de Pesca Artesanal criado em parceria com os Líderes Comunitários;
  • 150 crianças educadas em preservação do meio ambiente e 30 em cultura musical africana, por 6 agentes locais treinados.

Descrição do risco

  • Risco de dificuldade de garantir a conformidade de toda a cadeia de valor com o trabalho decente e socialmente responsável.

Públicos potencialmente impactados

  • Trabalhadores nas cadeias de valor;
  • Comunidades.

Local do risco

  • Cadeias de valor, em particular a cadeia do etanol e as cadeias de logística e reciclagem;

Ações e Destaques 2018

Trabalho decente

  • 95% do etanol comprado produzido por fornecedores comprometidos com o Programa de Compra Responsável de Etanol(os demais são fornecedores SPOT* que assinaram, no mínimo, o nosso Código de Conduta de Terceiros);
  • 98,7% de conformidade nas auditorias de 20% das usinas fornecedoras de etanol**;
  • Homologação de todas as 37 cooperativas de reciclagem participantes do projeto Ser+ conforme os critérios de direitos humanos.

*Fornecedor que, embora cadastrado na Braskem, não possui contrato de fornecimento.

**100% das usinas fornecedoras comprometidas e uma amostra dos seus fornecedores de cana-de açúcar são auditados por terceira parte a cada dois anos.

Exploração sexual de criação e adolescentes

Desde 2007, fazemos parte do Programa Na Mão Certa, da Childhood Brasil, implementando ações de conscientização com as empresas de logística e transporte para a prevenção da exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias:

  • Reconhecimento, pelo 3º ano consecutivo, pelas ações realizadas no Programa;
  • Sensibilização de 749 caminhoneiros, 92 terceiros de logística e 42 integrantes, além do engajamento de 32% das transportadoras que nos atendem;
  • Homologação de 13% dos postos de parada e descanso inspecionados;
  • Apoio à realização do Diagnóstico Situacional do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente em Camaçari, Dias d’Ávila e Candeias.

Ações e Destaques 2017

Trabalho decente

  • 99,5% do etanol comprado produzido por fornecedores comprometidos com o Programa de Compra Responsável de Etanol;
  • 100% dos fornecedores capacitados no Programa de Compra Responsável de Etanol;
  • 350 produtores de cana-de-açúcar informados sobre PE Verde e o Programa de Compra Responsável de Etanol;
  • 98,4% de conformidade dos 5 fornecedores de etanol auditados.

Exploração sexual de criação e adolescentes

  • 10 pontos focais e multiplicadores formados;
  • 778 caminhoneiros, 25 transportadoras e 18 indústrias sensibilizadas e ABIQUIM engajadas, promovendo uma rede de proteção solidária nas estradas;
  • 3 áreas de descanso e paradas de caminhoneiros com melhor infraestrutura;
  • 43 postos de combustíveis inspecionados, com 5 aprovações;
  • Lançamento do portal de agendamento de embarques rodoviários.

Descrição do risco

  • Risco de dificuldade em elevar os índices de reciclagem pós consumo dos plásticos, impactando no meio ambiente, especificamente em relação à poluição e ao acúmulo de lixo.

Públicos potencialmente impactados

  • Toda a sociedade.

Local do risco

  • Cadeias de valor.

Ações e Destaques 2018

  • Posicionamento em Economia Circular, que definiu uma série de iniciativas globais para impulsionar a Economia Circular na cadeia de produção de produtos transformados plásticos*;
  • Aliança para o Fim dos Resíduos Plásticos: adesão à iniciativa junto a um grupo de cerca de 30 grandes companhias para ajudar a minimizar o impacto dos resíduos descartados de forma inadequada, além de buscar novas tecnologias e modelos de negócios que privilegiem o reuso desse material;
  • 100% dos recicladores e cooperativas de reciclagem participantes da Plataforma Wecycle** auditados;
  • Capacitação de duas cooperativas do projeto Ser+ para atender o programa Wecycle;
  • 417 professores e 4.042 alunos participantes de módulos de práticas de pós-consumo a partir do Edukatu, além de 1.174 professores e integrantes do corpo pedagógico e 271 alunos participantes de atividades presenciais ou por videoconferência sobre o tema;
  • Apoio ao projeto Ecobarreira, criado com o objetivo de impedir que resíduos sólidos cheguem ao lago Guaíba, em Porto Alegre-RS;
  • Coleta de 28 toneladas de plástico por meio do Plastianguis, evento realizado no México para incentivar a reciclagem e ajudar a educar a Comunidade a identificar e separar resíduos plásticos.

Ações e Destaques 2017

  • Definição da liderança global de Pós Consumo na Braskem;
  • 120 toneladas de PE e PP recicladas via Plataforma Wecycle;
  • 15 diferentes tecnológicas mapeadas para a melhoria da qualidade da resina;
  • 100% dos recicladores e cooperativas de reciclagem participantes da Plataforma Wecycle auditados;
  • 338 professores e 3.831 alunos participantes de módulos de práticas de pós-consumo a partir do Edukatu.
 

* Para mais informações sobre o posicionamento em Economia Circular, acesse https://www.braskem.com.br/economiacircular .

** Saiba mais sobre o WeCycle em https://www.braskem.com.br/wecycle .

A Braskem adota medidas para tratar prontamente qualquer alegação de má conduta que seja contrária aos Códigos, nossos Valores ou a Lei. A este respeito, o canal Linha de Ética é disponibilizado pela Braskem para que seus Integrantes, Fornecedores, Terceiros, Clientes e outros membros do público possam, de forma segura e responsável, contribuir com informações para manter um ambiente corporativo seguro, ético, transparente e produtivo.

O canal Linha de Ética está disponível 24 horas dia, 7 dias por semana no portal externo ( www.ethicslinebraskem.com ), no portal interno e através dos números gratuitos (geridos por profissionais terceirizados especializados ne gestão de reclamações, exceto na Alemanha) no idioma dos países onde a Braskem opera.

Todas as alegações recebidas por meio do canal Linha de Ética são registradas e investigadas com independência, imparcialidade, metodologia e proteção jurídica, garantindo a confidencialidade, o anonimato e a proibição de retaliação contra o autor da denúncia, mesmo que os fatos da situação não sejam inteiramente claros. Todas as alegações e os resultados das investigações são periodicamente relatados ao Comitê de Ética Global que, por sua vez, reporta ao Conselho de Administração através do Diretor de Compliance.

Veja os principais resultados do canal Linha de Ética (incluindo medidas de remediação) nos Relatórios Anuais .

Além disso, a Braskem possui canais de comunicação abertos a todas as Comunidades onde ela opera. Em algumas unidades, além da linha de emergência 0800 e a área de contato disponível no site da Empresa, a Comunidade pode interagir com a Empresa através de reuniões periódicas, programas de visitas a fábricas, treinamento e interface com o governo – iniciativas em geral promovidas pelos Conselhos Consultivos da Comunidade (CCCs) de cada local.

 

Veja também:

Código de Conduta Braskem
Código de Conduta de Terceiros
Relatório Anual Braskem
Política Global de Desenvolvimento Sustentável