Edição 1 - Dezembro

Ver mais notícias

Europa propõe aceleração de práticas voltadas à economia circular

O ano de 2021 começou com uma grande quantidade de propostas legislativas e estudos da Comissão Europeia para impulsionar a economia circular na região.

Em fevereiro, o Parlamento Europeu aprovou um relatório que propõe regras de consumo e reciclagem mais rígidas para alcançar uma economia neutra em carbono, sustentável, livre de elementos tóxicos e totalmente circular.

O relatório aprovado refere-se ao Plano de Ação para a Economia Circular , apresentado em março de 2020 pela Comissão Europeia, desdobramento do European Green Deal (Acordo Verde Europeu) . O documento contém diretrizes que irão influenciar a forma como será concebida a legislação relacionada à economia circular, passando por aspectos como resíduos, design de produtos, coleta, reciclagem e redução de emissões.

Outro tema relevante no contexto da economia circular na Europa é o início da nova taxa sobre os resíduos plásticos não reciclados e um novo regime internacional de transferência de resíduos plásticos que começa a ser implementado, com a atualização da Basel Convention (Convenção da Basileia) .

"Na Braskem, temos consciência da importância de trabalharmos ativamente, junto com a cadeia de valor do plástico, na direção da economia circular. Diversas iniciativas estão em andamento e outras ainda virão para avançarmos de forma consistente em nossos compromissos e metas relacionadas à economia circular de carbono neutro", destaca Marco Jansen, diretor de Economia Circular da Braskem na Europa e Ásia.

PRINCIPAIS TEMAS RELACIONADOS AO PLÁSTICO E EMBALAGENS NO RELATÓRIO ENDEREÇADO À COMISSÃO EUROPEIA:

  • Reforço da importância da Estratégia Europeia para os Plásticos na Economia Circular , que estabelece como o material deverá "fechar o ciclo" até 2030 e como pretende impulsionar o uso de matéria-prima alternativa, e da Aliança para a Economia Circular dos Plásticos , que reúne os compromissos de empresas e entidades do setor público e privado para ampliar a utilização de plásticos reciclados
  • Proposição de medidas para a eliminação de microplásticos, seja os adicionados intencionalmente em produtos, seja os que chegam ao meio ambiente de forma não intencional (pellets e microplásticos provenientes da degradação de pneus, têxteis etc)
  • Proposição de medidas com foco no design de produtos reutilizáveis, como alternativa aos produtos de uso único, sem comprometer a higiene e a segurança de alimentos
  • Reconhecimento da relevância dos plásticos de base biológica, biodegradáveis e compostáveis no contexto da economia circular, aliado à necessidade de sensibilização quanto à utilização e descarte adequados
  • Proposição de transparência nas informações de produção, utilização e gestão do ciclo de vida dos plásticos, em toda a cadeia de valor
  • Atualização da Diretiva de Embalagens e Resíduos de Embalagens, com impacto nas metas de reciclagem

Para conhecer nossos compromissos e as principais iniciativas da Braskem voltadas à economia circular de carbono neutro, clique aqui .